CIPF – I Congresso Internacional de Psicologia Forense

Brasao_da_UESPI

Ph.D. Aldert Vrij

Dr. Aldert Vrij é Professor de Psicologia Social Aplicada, Universidade de Portsmouth (Reino Unido). Seu principal interesse de pesquisa é a mentira e seua detecção, resultando em quase 600 publicações, que foram amplamente citadas (> 28.000 citações e índice H 84). Ele recebeu doações de British Research Councils, Trusts and Foundations, Seguradoras, Federal Bureau of Investigation (FBI), High Value Detaine Interrogation Group e governos americanos, britânicos, holandeses e de Cingapura, totalizando > $ 11.000.000. Ele trabalha em estreita colaboração com os profissionais (polícia, serviços de segurança e seguradoras) em termos de realização de pesquisas e divulgação de suas descobertas. Seu livro de 2008 "Detecting Lies ans Deceit: Pitfalls and Opportunities" traz uma visão abrangente da pesquisa sobre detecção (não)verbal e fisiológica da mentira. Em 2016, ele recebeu o International Investigative Interviewing Research Group (iiiRG) Lifetime Achievement Award em reconhecimento à sua contribuição significativa para entrevistas investigativas

Ph.D. Ashley Batastini

A Dra. Ashley Batastini obteve seu Ph.D. em Psicologia de Aconselhamento pela Texas Tech University e atualmente é Professora Assistente no Departamento de Aconselhamento, Psicologia Educacional e Pesquisa da Universidade de Memphis. Sua ênfase de pesquisa está amplamente na interseção entre a saúde mental e os sistemas jurídicos criminais. Mais especificamente, o trabalho da Dra. Batastini concentra-se em novas estratégias de intervenção para populações de alto risco e formas de melhorar o acesso a serviços adequados em todos os níveis de envolvimento legal. Seu trabalho foi financiado pela Administração de Recursos e Serviços de Saúde dos Estados Unidos e pela Fundação Psicológica Americana. Em 2019, a Dra. Batastini recebeu o Early Career Achievement Award concedido pela Divisão 18 (Psicólogos no Serviço Público) da American Psychological Association. Em 2022, a Dra. Batastini recebeu o Prêmio Saleem Shah de Excelência em Início de Carreira em Psicologia e Direito, concedido em conjunto pela Divisão 41 (Sociedade Americana de Psicologia-Direito) e pela Academia Americana de Psicologia Forense. A Dra. Batastini também é uma psicólogo licenciado especializado em avaliações de saúde mental forense criminal.

Ph.D. Bernat-Noël Tiffon Nonis

Dr. Bernat-N. Tiffon é Psicólogo forense. Doutor em Medicina Legal e Forense (UB). Diretor da Consultancy in Legal and Forensic Psychology – Dr. Bernat-N. Tiffon. Professor de "Psicologia Jurídica" na Universidade Abat Oliba (UAO -CEU) e Professor de "Psicologia Criminal" na ESERP Business & Law School.

Ph.D. Dora Isabel Fialho Pereira

Psicóloga, Mediadora Familiar e Terapeuta Familiar, especialista em Psicologia Clínica e da Saúde, Psicoterapia e Psicologia Comunitária pela Ordem dos Psicólogos Portugueses. Doutorada em Psicologia Clínica -Especialidade Psicologia da Família e Intervenção Familiar pela Universidade de Coimbra (2014), com a tese “Parentalidade e proteção à infância: guia de avaliação da capacidade parental”. Entre 1998 e 2015 desenvolveu atividade profissional como psicóloga e formadora no contexto da proteção à infância (acolhimento de crianças e jovens e centro de apoio familiar e aconselhamento parental). Desde 2015 é Professora Auxiliar na Universidade da Madeira -Faculdade de Artes e Humanidades/ Departamento de Psicologia, coordenadora do Serviço de Psicologia e membro do Centro de Investigação em Estudos Regionais e Locais daquela Universidade, desenvolvendo investigação na área da parentalidade e dos contextos de risco.

Ph.D. Francisco Valente Gonçalves

Francisco Valente Gonçalves é psicólogo clínico e forense desde 2011. Membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses, e Especialista Avançado em Psicologia Clínica. Realizou o doutorado na University of Leicester enquanto Marie Curie Research Fellow na área da psicologia e criminologia. Durante o tempo que esteve no Reino Unido, trabalhou com laboratórios forenses em 20 países em 5 continentes, onde identificou mecanismos de vieses cognitivos na investigação criminal. Tem experiência na área prisional, hospitalar, em laboratórios de investigação criminal e em consultório privado na área clínica. Fundou a Rumo.solutions em 2016 onde é diretor não-executivo e atualmente trabalha na equipa de Forensic & Integrity Services da EY na área de crime financeiro. Tem mais de 50 publicações académicas e integra diferentes consórcios de investigação a nível europeu, entre eles a COST Action ReMO (Researcher Mental Health Observatorium) e a OSCAR (plataforma de saúde mental para contexto académico). O seu trabalho tem vindo a ser distinguido com alguns prémios internacionais, entre os mesmos, o prémio de Boas Práticas da Ordem dos Psicólogos Portugueses (2021), prémio Top 3 European Researcher of 2020, Prémio de Impacto Social 2019 atribuído pela Comissão Europeia e o prémio Bridging Career Gaps atribuído pela Marie Curie Alumni Association.

Psy.D. Giselle Hass

A Dra. Hass obteve um Doutorado em Psicologia Clínica pela Nova Southeastern University (NSU) em 1992 e é Diplomado pelo American Board of Assessment Psychology. Ela é Fellow e foi secretária da Society for Personality Assessment, e ex-membro do Comitê para o Avanço da Prática Profissional da American Psychological Association (APA). Ela tem sido um membro da força-tarefa que desenvolve as Diretrizes da APA sobre Coordenação de Paternidade; a força-tarefa revisando as Diretrizes de Avaliação de Custódia Infantil e as Diretrizes de Prática Profissional para Avaliação e Avaliações Psicológicas. Ela publicou artigos e capítulos de livros sobre cultura, imigração, questões de gênero e avaliação psicológica. Ela é co-autora dos livros “Using the MMPI-2 in Forensic Assessments” e “Forensic Psychological Assessment in Immigration Court: A Guidebook for Evidence-Based and Ethical Practicments”. Ela teve um consultório particular em psicologia forense na Virgínia e no Distrito de Columbia (DC) por 30 anos. Por 13 anos ela trabalhou no The Assessment Center, Department of Behavioral Health, Washington, D.C. conduzindo avaliações de custódia, avaliações para abuso infantil e negligência e violência contra parceiro íntimo para o Tribunal Superior de DC. Ela foi avaliadora sênior da The Ainsworth Attachment Clinic, Virginia, por 5 anos. Ela foi Professora Associada no Programa de Doutorado em Psicologia Clínica da Argosy University, Washington DC por 15 anos e trabalhou como Professora Adjunta de Direito no Georgetown University Law Center, Center for Applied Legal Studies, por 10 anos. Atualmente é Professora Associada da Universidad de Iberoamerica, Programa de Mestrado em Psicologia Forense, na Costa Rica.

Ph.D. Günther Köhnken

O PhD Günther Köhnken formou-se em psicologia na Universidade de Kiel com as disciplinas menores de antropologia, fisiologia e sociologia, na qual se formou em 1978 como psicólogo. Köhnken trabalhou como assistente de pesquisa no Hermann Wegener em Kiel, onde obteve seu doutorado e sua habilitação. Foi professor em Marburg. Ele se tornou professor de diagnóstico psicológico, psicologia da personalidade e psicologia jurídica na Universidade de Kiel. Sua pesquisa se concentra na credibilidade e confiabilidade do depoimento de testemunhas, teste de hipóteses confirmatórias e avaliação da maturidade de adolescentes em conflito com a lei. Como revisor, ele examinou muitas declarações de testemunhas (por exemplo, no julgamento de Kachelmann).

Ph.D. Jennifer J. Harman

Jennifer J. Harman, PhD., é Professora Associada de Psicologia na Universidade Estadual do Colorado em Fort Collins, CO, EUA. Seu principal foco de pesquisa é a dinâmica de poder em famílias onde houve violência familiar, em especial casos onde houve alienação parental de crianças. Publicou mais de uma dezena de artigos científicos revisados por pares apenas sobre alienação parental, além de vários capítulos de livros e um livro sobre o tema. Além de sua atuação docente, também atua como perita em diversos casos envolvidos em varas de família e criminais em que há suspeita de alienação parental e oferece treinamento para profissionais da área jurídica e de saúde mental.

MSc. Mauro Paulino

Coordenador da Mind | Instituto de Psicologia Clínica e Forense. Psicólogo Forense Consultor do Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses. Doutorando em Psicologia Forense na Faculdade de Psicologia e Ciências de Educação na Universidade de Coimbra (FPCE-UC). Membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses, com grau de Especialidade Avançada em Psicologia da Justiça e Neuropsicologia. Integra o Grupo de Trabalho da Ordem dos Psicólogos Portugueses – Intervenção do Psicólogo em Contexto de Violência Doméstica. Membro do Conselho Nacional de Psicólogos. Autor e coordenador de diversos livros (e.g., “Abusadores sexuais de crianças: A verdade escondida”; “Forensic psychology of spousal violence: Psychodynamics, Forensic Mental Health Issues and Research”, “Comportamento criminal e avaliação forense”, "Psicologia do Testemunho", Psychopathy and criminal behavior).

Ph.D. Ramón Arce

Ramón Arce é Professor Catedrático de Psicologia Jurídica e Forense da Universidade de Santiago de Compostela (USC). Diretor da Unidade de Psicologia Forense da USC e perito no grupo de investigação GI -1754. É editor-chefe do European Journal of Psychology Applied to Legal Context. Seus tópicos de pesquisa são avaliação forense e testemunho, psicologia jurídica da família, previsão de comportamento disruptivo e criminoso em menores e tomada de decisão judicial. Publicou 125 artigos em periódicos revisados ​​por pares sobre esses temas, 61 livros e 170 capítulos de livros, além de inúmeras participações em conferências nacionais e internacionais. Além disso, seu trabalho de pesquisa, recebeu vários prêmios de pesquisa, incluindo, por sua pesquisa na Previsão do Comportamento Criminoso, o Prêmio Nacional de Pesquisa Educacional, edição de 2004, concedido pelo Ministério da Educação e Ciência. Suas contribuições aplicadas mais significativas no campo forense são a criação e validação científica e judicial de técnicas forenses aplicadas a casos de disputas de custódia, a criação e validação da entrevista clínica forense, a criação e validação de técnicas forenses para avaliação da simulação de transtornos mentais, dissimulação de transtornos ou simulação positiva ou a especificação de um protocolo de avaliação global do depoimento, o Sistema de Avaliação Global (SEG). No campo da Psicologia Jurídica, destaca-se a criação e gestão do Programa de Reeducação de Abusadores de Gênero da Galiza, pelo qual foi galardoado com a Medalha de Prata do Mérito Penitenciário (Ministério do Interior). Em relação às atividades de transferência de conhecimento, gerou diversos produtos registrados com propriedade intelectual, entre eles a Técnica e Protocolo para avaliação forense do cunho psíquico em decorrência da violência de gênero, a Técnica e Protocolo de avaliação psicológico-forense de imputabilidade e a Avaliação Psicológica da credibilidade do depoimento. Estas técnicas forenses são muito utilizadas na prática forense nacional e foram endossados ​​pela jurisprudência como provas admissíveis e válidas. O Conselho Geral da Magistratura endossou-os como teste de referência e são praticados em grande número pelos Institutos de Medicina Legal, especialmente nos casos de Violência de Gênero e Agressões Sexuais, eles também foram tomados como prova em vários países da América Latina (México, Portugal, Argentina, Equador, Brasil, Costa Rica ou Chile).

Ph.D Rasmus Rosenberg Larsen

Rasmus Rosenberg Larsen (Ph.D) é Professor Assistente de Epistemologia e Filosofia Forense na Universidade de Toronto Mississauga e Cientista Sênior no Centro Nacional de Pesquisa Ontológica. O foco principal de sua pesquisa envolve (1) o status científico do Transtorno de Personalidade Psicopática, (2) padronização de dados e semântica psiquiátricos e (3) desafios éticos em saúde mental forense. Ele está atualmente trabalhando em um manuscrito de livro, que revisa criticamente pesquisas contemporâneas sobre psicopatia e seu uso forense. Para obter mais informações, visite seu site pessoal: www.rasmusrosenberg.com.

Ph.D. Ray Bull

O Dr. Ray Bull é professor de Investigação Criminal na Universidade de Derby e professor emérito de Psicologia Forense na Universidade de Leicester. Seu principal tópico de especialização é 'Entrevista investigativa'. Ele realiza regularmente workshops/treinamento sobre entrevistas investigativas em todo o mundo. Em 2014 tornou-se Presidente da Associação Europeia de Psicologia e Direito. Em 2010 foi eleito membro honorário da British Psychological Society “pela contribuição feita à disciplina da psicologia”. Em 2018 aceitou o convite para ser membro do pequeno 'Steering Committee', escrevendo o extenso documento de orientação sobre entrevistas investigativas recomendado às Nações Unidas e publicado em 2021. Em 2021 aceitou o convite para se tornar o primeiro ‘Embaixador Internacional’ do International Investigative Interviewing Research Group (iIIRG). ⁣ Quer saber mais sobre nossa programação?! Confere nosso site e garanta logo a sua vaga! Mais informações em nossa Bio!

Ph.D. Ron Roesch

O Ph.D. Ron Roesch é o notório professor de psicologia e diretor do Instituto de Saúde Mental, Direito e Política da Universidade Simon Fraser. Foi presidente da American Psychology-Law Society (AP-LS) e da International Association of Forensic Mental Health Services (IAFMHS). Foi editor-chefe de Direito e Comportamento Humano; Revista Internacional de Saúde Mental Forense; e Psicologia, Políticas Públicas e Direito. Ele recebeu o prêmio Outstanding Contributions to the Field of Psychology and Law da AP-LS, o Lifetime Achievement Award for Contributions to Psychology and Law da European Association of Psychology & Law e o Prêmio Rüdiger Müller-Isberner por contribuições de carreira para a prática clínica, pesquisa e orientação do IAFMHS.

Ph.D. Thomas Grisso

Psicólogo forense clínico e professor emérito da Faculdade de Medicina da Universidade de Massachusetts. Sua pesquisa e produção acadêmica ao longo de quatro décadas se concentraram em melhorar as avaliações forenses para competências criminais e civis, avaliações forenses de jovens e as capacidades de desenvolvimento de adolescentes relevantes para a lei e a política. Entre seus prêmios de conquista de carreira estão os recebidos da American Psychological Association (APA) e da American Psychiatric Association (APA), do Royal College of Psychiatrists (Reino Unido, UK) e da American Psychology-Law Society.

Ph.D. William E. Foote

William E. (Bill) Foote é psicólogo forense em consultório particular em Albuquerque, Novo México desde 1979. Ele lecionou no Departamento de Psicologia da Universidade do Novo México, no Departamento de Psiquiatria e na Faculdade de Direito da UNM. Ele ocupou vários cargos profissionais, incluindo o Presidente da Associação Psicológica do Novo México, Representante no Conselho da APA, membro e presidente do Comitê de Assuntos Jurídicos da APA, membro e presidente do Comitê de Práticas e Padrões da APA, Presidente da Divisão 31, Presidente da Sociedade Americana de Psicologia-Direito (Divisão 41) e Presidente do Conselho Americano de Psicologia Forense. Ele é o autor de muitos artigos profissionais revisados ​​por pares e capítulos de livros, e é co-autor, com Jane Goodman-Delahunty, de três livros sobre avaliação psicológica em casos de assédio sexual e discriminação no emprego. Seu terceiro livro com o Dr. Goodman-Delahunty, Understanding Sexual Harassment: Evidence-Based Forensic Practice (2021), é uma segunda edição do premiado volume de assédio sexual da APA Press de 2005. Em 2019, o governador Lujan-Grisham nomeou o Dr. Foote para a Comissão de Padrões Judiciais do Novo México. O Dr. Foote gosta de cantar primeiro tenor em seu coro da igreja e outros grupos, tocar violão e bandolim, viajar, caminhar e pescar com mosca.

Dias para o evento