CIPF – I Congresso Internacional de Psicologia Forense

Brasao_da_UESPI
APROVADOS CIPF

 

  1. “Como eu vou fazer para ser mãe da minha irmã?”: A gravidez na adolescência após violência sexual pelo genitor
  2. A perícia psicológica forense na problemática de alienação parental: Percepção de operadores do direito
  3. A psicodinâmica da alienação parental
  4. A vivência emocional de uma adolescente vítima de violência sexual através do procedimento de desenhos estórias
  5. Abordagem policial no atendimento às vítimas de violência psicológica: um estudo de métodos inadequados e adequados de acolhimento
  6. Adoção intrafamiliar: uma revisão teórica
  7. Até que a morte nos separe: a morte foi a solução? Um estudo de caso múltiplo com feminicidas
  8. Atuação do psicólogo jurídico em delegacias de proteção à criança e ao adolescente em casos de violência sexual
  9. Avaliação psicológica forense para averiguação da imputabilidade penal: uma revisão de literatura
  10. Avaliação psicológica forense: Contribuições do psicólogo jurídico no processo de adoção
  11. Avaliação psicológica pericial de mulheres vítimas de violência doméstica
  12. Avaliação psicológica pericial no contexto da habilitação para adoção: um relato de experiência
  13. Breve revisão teórica sobre o ciclo da violência doméstica: impactos psicológicos geradores de sofrimento
  14. Caracterização do perfil da vítima de abuso sexual infantil – Uma revisão integrativa da literatura
  15. Conceituação, tipologia e consequências da violência psicológica em mulheres: uma revisão de literatura
  16. Consequências psicológicas da alienação parental para a criança
  17. Construindo caminhos: intervenção psicossocial para homens privados de liberdade
  18. Contexto histórico da psicologia jurídica no Brasil: práticas e áreas de atuação
  19. Contexto histórico da psicologia jurídica no Brasil: Práticas e áreas de atuação
  20. Contribuições do psicólogo jurídico nas delegacias frente ao acolhimento de mulheres vítimas de violência
  21. Criteria-based content analysis na perspectiva de grupos etários infanto-juvenis
  22. Desesperança: uma medida psicométrica e implicações forenses
  23. Disfunções cognitivas Atencionais: construção de uma medida padronizada e implicações forenses
  24. Disfunções cognitivas executivas: construção de uma medida padronizada e implicações forenses
  25. Disfunções cognitivas Mnestésicas. construção de uma medida padronizada e implicações forenses
  26. Efeito de conformidade de memória: replicação da técnica mori em uma amostra brasileira
  27. Entrevista forense com suspeitos através do conversation Management
  28. Evolução dos estudos dos traços aversivos de personalidade
  29. Experiências emocionais dos instrutores das oficinas de pais e filhos: os impactos da prática
  30. Formação em psicologia forense em universidade brasileira e portuguesa: relato de experiência
  31. Fundamentos do raciocínio probatório para a perícia psicológica
  32. Instrumentos de avaliação de alienação parental
  33. Intervenções em casos envolvendo a dinâmica da alienação parental: uma revisão sistemática da literatura
  34. Mensuração da raiva como traço e estado da personalidade e reflexos no contexto forense
  35. Mensuração do traço de agressividade: construção de instrumento padronizado e relevância no Contexto forense
  36. O abuso sexual infantil intrafamiliar durante a pandemia
  37. O abuso sexual infantil intrafamiliar durante a pandemia
  38. O depoimento especial e a proteção da subjetividade infantil no olhar da equipe técnica
  39. O olhar da psicologia sobre a violência doméstica: uma Revisão de literatura
  40. O papel da psicologia frente aos casos de abuso sexual infantil – uma revisão integrativa da literatura
  41. O papel do psicólogo em casos de adoção no Brasil
  42. O perfil da vítima de estupro de vulnerável no Brasil
  43. O transtorno pedofílico sob os olhares da sociedade e da psicologia
  44. O uso do Rorschach no Brasil e a avaliação psicológica forense
  45. PCL:SV na avaliação da psicopatia e violência
  46. Percepção de si e do outro em agressores sexuais de Crianças
  47. Perícia psicológica em casos de disputa de guarda no Brasil: uma revisão de literatura
  48. Perícias psicológica: princípios e aplicações do padrão daubert e pós-daubert
  49. Perpetração do cyberstalking em relacionamentos íntimos: uma explicação a partir de variáveis individuais
  50. Personalidade sombria como preditora do desengajamento moral no cyberstalking
  51. Porque é que os homens cometem mais delitos do que as mulheres?
  52. Projeto Ship-Brasil: análise dos instrumentos temps-a e ctq na população de Pomerode/SC
  53. Psicologia criminal: contribuições da psicologia em investigações criminais
  54. Psicologia jurídica e as questões da infância e juventude: infrator e as medidas socioeducativas
  55. Relato de caso de avaliação neuropsicológica forense de adolescente em conflito com a lei: indicações da terapia vincular na ressocialização
  56. Risco de suicídio (e-ris): uma medida psicométrica e implicações forenses
  57. Risco de violência (e-risvi): uma medida psicométrica e implicações forenses
  58. Saúde mental e ambiente laboral: atuação do psicólogo policial nas instituições de segurança pública
  59. Sintomas psicóticos: uma medida psicométrica e implicações forenses
  60. Sintomas somatoformes: uma medida psicométrica e implicações forenses
  61. Técnicas da perícia psicológica em casos suspeitos de violência sexual infanto-juvenil
  62. Técnicas de interrogatório com foco na coleta de informações: uma revisão sistemática
  63. Teoria do controle coercitivo: uma revisão de literatura
  64. Transtorno de personalidade antissocial: aspectos psicológicos e jurídicos
  65. Um breve estudo teórico sobre conversation management
  66. Vínculo traumático em mulheres vítimas de violência psicológica no contexto doméstico
  67. Violência contra mulher: um relato de experiência de acolhimentos a mulheres em situação de violência
  68. Violência Infantil No Brasil: Indicadores Desse Fenômeno E Panorama Das Notificações
  69. Violência intrafamiliar como preditora de comportamentos violentos no namoro entre jovens
  70. Violência por parceiro íntimo e seus impactos nos filhos

A Comissão Organizadora do I Congresso Internacional de Psicologia Forense (CIPF) faz saber que estarão abertas as inscrições para submissão de trabalhos científicos do dia 01/11/2021 até o dia 24/02/2022.

O processo de envio de propostas de trabalhos será totalmente online, através do preenchimento do Formulário para Submissão de Trabalho.

Ao preencher o formulário, é importante ler atentamente as instruções de envio. Apenas serão analisados os trabalhos daqueles que seguirem as instruções exigidas, de acordo com o modelo indicado neste edital e dentro do prazo estabelecido. Trabalhos que não atendam a todos os critérios não serão aceitos.

 

Modalidades de trabalhos acadêmicos

  • Estudo teórico: estudo crítico dedicado a analisar e discutir teorias, modelos ou formulações teóricas, tendo em vista aprimorar fundamentos teóricos na área da psicologia forense.
  • Revisão da literatura: revisões integrativas ou sistemáticas de publicações e estudos empíricos na área da psicologia forense.
  • Pesquisa empírica: pesquisas e estudos empíricos na área da psicologia forense, realizados com seres humanos, e que possua aprovação por um Comitê de Ética em Pesquisa (CEP).
  • Relato de Experiência: apresentação de resultados de experiências técnicas, pedagógicas ou cases relacionados às práticas nas distintas áreas profissionais, de ensino ou de trabalho em psicologia forense.

Estarão possibilitadas as inscrições dos trabalhos que versem sobre temas na área de psicologia forense e que se enquadrem em um dos seguintes eixos temáticos:

  • Formação em Psicologia forense
  • Ética em Psicologia forense
  • Relações entre Psicologia jurídica, psicologia forense e psicologia judiciária
  • Perícia psicológica forense
  • Assistência técnica judiciária
  • Consultoria forense
  • Avaliação psicológica forense
  • Intervenções psicoterapêuticas no contexto forense
  • Psicologia policial
  • Psicologia criminal
  • Psicologia investigativa e criminal profiling
  • Suicidologia forense
  • Sexologia forense
  • Psicopatologia forense
  • Psicologia forense nas demandas de infância e juventude
  • Psicologia forense nas demandas de família
  • Psicologia forense nas demandas cíveis
  • Psicologia forense nas demandas trabalhistas
  • Psicologia forense nas demandas criminais e de execução penal;

Modalidade de apresentação

Os resumos dos trabalhos científicos aprovados deverão ser apresentados, exclusivamente,  no formato de pôster eletrônico (e-pôster) e Pitch (vídeo gravado com 5 a 7 minutos).  Após a aprovação e divulgação dos resultados, os autores deverão preparar o e-pôster, contendo as seções: título, objetivos, metodologia, resultados, considerações e referências. A formatação para envio dos arquivos de apresentação deverão seguir, obrigatoriamente, as orientações contidas na seção “Instruções para envio do arquivo do pôster eletrônico (e-pôster) e vídeo (Pitch)” do presente edital.

A apresentação se dará durante a realização do Congresso Internacional de Psicologia Forense – CIPF,  entre os dias 23 a 25 de março de 2021. Os autores responderão às perguntas enviadas por e-mail ao longo do Congresso.

Os melhores trabalhos poderão ser convidados para a posterior publicação de um capítulo de e-book.

O resultado dos trabalhos que receberão menção honrosa será divulgado no final do dia 26/03/2022.

Inscrições

Poderão enviar suas propostas doutores, mestres, especialistas, profissionais liberais e alunos de graduação e pós-graduação da área de psicologia e outras afins.

As inscrições terão início no dia 01/11/2021 sendo o prazo máximo de envio até o dia 24/02/2022.

O Formulário para Submissão de Trabalho estará disponível através do link Enviar seu trabalho. A inscrição do trabalho será realizada mediante o preenchimento completo e envio do formulário, sendo limitada ao participante a resposta de somente um formulário.

Será enviada, via e-mail, uma confirmação do recebimento do trabalho científico e das informações respondidas. Caso não receba não o receba num prazo de 5 (cinco) dias, entre em contato com a Comissão Organizadora pelo e-mail: submissoes.cipf@uespi.br.

Diretrizes para as inscrições:

Primeiramente, as propostas devem ser apresentadas na forma de resumo de até 500 palavras contendo título, objetivos, metodologia, resultados e considerações. Se estas forem aprovadas, elas devem ser apresentadas na forma de e-pôster, que por sua vez deverá conter as seções:

a) Título do trabalho

b) Objetivos

c) Metodologia

d) Resultados,

e) Considerações finais

f) Referências.

Normatização dos trabalhos científicos

Todos os resumos devem se enquadrar nas seguintes normas:

LETRA: Times New Roman

ESPAÇAMENTO: 1,5 entre linhas;

TÍTULO: Em negrito, centralizado e em caixa alta (letras maiúsculas), tamanho 12 (doze);

NOMES DOS AUTORES: Em tamanho 10, negrito e alinhado à esquerda, junto com a instituição de ensino e agência de fomento (se houver);

RESUMO: Letra tamanho 11 (onze) com no máximo 500 (quinhentas) palavras, contendo título, objetivos, metodologia, resultados e considerações.

PALAVRAS-CHAVE: Média de 3 (três), separadas por ponto;

Línguas dos artigos submetidos

Serão aceitas propostas de trabalhos para apresentação em e-poster nos seguintes idiomas: português, inglês ou espanhol.

Responsabilidades do participante

  1. O participante pode submeter até três trabalhos como autor principal e não há limite de coautoria por trabalho.
  2. É de responsabilidade do autor encarregado pela submissão da proposta incluir o nome de todos os coautores na proposta de trabalho, inserindo, também, a instituição à qual o(s) coautor(es) pertencem.
  3. Quando o resumo for aprovado, a apresentação ocorrerá por meio de imagens do Pôster e do Pitch (Vídeo gravado com 5 a 7 minutos).
  4. Os autores devem se responsabilizar pelo envio do arquivo do e-pôster e do vídeo para a apresentação do trabalho (Pitch), de acordo com as seguintes regras:
  •  
  • 4.2 A formatação para envio dos arquivos de apresentação deverão seguir, obrigatoriamente, as orientações contidas na seção “Instruções para envio do arquivo do pôster eletrônico (e-pôster) e vídeo (Pitch)” do presente edital.
  •  

Resultado das submissões

O resultado da avaliação dos trabalhos submetidos tem previsão de publicação entre os dias 17/02/2022 a 22/03/2022. Os autores serão informados sobre o resultado da avaliação através do e-mail indicado no preenchimento do formulário, cabendo a eles a certificação.

Instruções para envio do arquivo do pôster eletrônico (e-pôster) e do vídeo (Pitch)

Após a divulgação dos resultados, os autores que obtiveram o seu trabalho aprovado deverão preparar o e-pôster, contendo as seções: título, objetivos, metodologia, resultados, considerações e referências. O vídeo de apresentação do trabalho (Pitch) deverá ser gravado com 5 a 7 minutos de duração.

Os arquivos deverão seguir, obrigatoriamente, as presentes orientações:

  1. O arquivo do e-pôster deverá ser enviado para o e-mail submissoes.cipf@uespi.br entre os dias 17/02/2022 a 20/03/2022, serão permitidos envio dos arquivos apenas em formato PDF;
  2. O limite do e-pôster é de apenas 1 página, cujo tamanho deve ser 38,1 cm x 65,969 cm (largura x altura);
  3. Os tipos de fontes a serem utilizados serão Arial ou Calibri, com tamanho mínimo de 24 para o título, 18 para o conteúdo geral e 14 para as referências;
  4. O uso de itálico deve ser usado apenas para destacar termos em outros idiomas que não o português;
  5. A primeira e segunda linhas do e-pôster devem ter, de forma centralizada, o título do trabalho (que deve ser igual ao resumo enviado ao site do evento, escrito em maiúsculas e negrito); o (s) nome (s) do (s) autor (es) e apresentador devem ser sublinhados; e, por fim, sua (s) instituição (ões) e o endereço de e-mail do primeiro autor ou de um dos autores devem ser colocados entre parênteses;
  6. O e-pôster deve conter as seções: título, objetivos, metodologia, resultados, considerações e referências;
  7. Gráficos e imagens estáticos podem ser usados em pôsteres eletrônicos.
  8. O vídeo de apresentação deverá ser gravado, pelo próprio candidato, com duração entre 5 a 7 minutos. O participante deverá salvar a gravação na plataforma Youtube no FORMATO NÃO LISTADO. Fique atento que a gravação deverá ser neste formato para que não fique pública as demais pessoas. Após realizar este procedimento, você irá enviar o link de visualização deste vídeo para a Comissão Organizadora do evento e junto com arquivo do e-pôster através do e-mail submissoes.cipf@uespi.br.
Dias para o evento